Velhas Novidades da política estadual e senadorsaense.


   
      Tudo acontece na nossa cidade, estado, pais, mundo enquanto os politicos escolhem seus nomes para a "guerra democrática" que de democrática não tem nada, no nosso pequeno grande municipio não ha diferença dos demais interiores. 
       Lugar extremamente disputado pelos politicos que gostam de negócio fácil e vida mole, meus caros politicos se querem moleza sentem em podim. Nos interiores a verba chega e não é usada e quando usada, mal aplicada, vergonha que todos nós eleitores de Senador Sá temos obrigação de ter orgulho, já viram isso, se achou confuso, venha ver a real confusão que acontece na época eleitoral,kkkkk, engraçado, mas verdade. Aguardemos respeitado público, pois o circo está proximo de chegar a cidade, porém os palhaços já estão por aqui....
(H.Jackson/ Comentários/Direto ao assunto)

Um Cartão Vermelho pra você

Cartão Vermelho da Semana !



       O cartão vermelho desta semana vai para os vereadores “bibelôs” que não sevem nem para enfeitar a câmara municipal de nosso estimado município Senador Sá pois seguem apenas seus princípios pessoais e esquecem o juramento que fazem na posse e suas reais ideologias, as quais são compradas pela ambiciosa corrupção na qual o nosso município está mergulhado.
      Enquanto uma vereadora recebe 200h/a sem sequer lecionar muito menos pisar na escola, onde uma zeladora recebe na folha mais de dez mil reais, onde uma professora recebe na folha mais de quarenta mil reais, onde os demais vereadores calam-se com um provavel medo, melhor receio de algo pois nenhum bandido conta seus erros muito menos aponta alguém que comete os mesmos erros que si próprio.
     Fazer o que se nem reza "braba" dar jeito nesta situação, será que devemos fazer igual aos politicos, como disse Raul Seixas... "ficar sentado numa poltrona com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar"...mas nos casos dos politicos, eles ficam esperando a morte do eleitor chegar! 

A VERDADE HISTÓRICA E A HIPÓCRITA DA IGREJA CATÓLICA




        
      Ano passado o Arcebispo de Olinda e Recife, José Cardoso Sobrinho, foi o “pop star” dos noticiários nacional e internacional. O fato se deu pelo mesmo excomungar a equipe médica e os pais da criança de 9 anos que fora ESTUPRADA pelo padrasto. Isso mesmo: PAIS E EQUIPE MÉDICA! Não o PADRASTO da menina, isso porque, segundo o Arcebispo: “Existem crimes piores que o estupro, e sabe o que é? ABORTO!”
          O Arcebispo teve a cara-de-pau de comparar o aborto da criança ao Holocausto, onde o Governo Nazista de Hitler exterminou milhões de judeus e outros grupos considerados indesejados. A maior parte dos exterminados era judia, mas havia Comunistas, homossexuais, ciganos, prisioneiros de guerra soviéticos, ativistas políticos, sindicalistas e etc. O mais curioso é que todo esse extermínio aconteceu com a omissão da Igreja Católica, na pessoa de Pio XII, mesmo a Igreja, segundo Dom José, abominando quem “tira a vida de alguém”... Mas, parece que o então Papa, Pio XII, compartilhava da opinião de Hitler, já que em uma carta escrita por ele, enquanto embaixador do Vaticano em Munique, onde relatava seu espanto com uma manifestação de bolcheviques na cidade, ele se referiu ao líder do grupo, Max Levien (1885-1937), como “russo e judeu; pálido, sujo, olhos de drogado, vulgar, repulsivo”; e também diz que a namorada de Levien era “judia” e que integrava “um bando de mulheres de aparência duvidosa, judias, como todos ali”.
          De acordo com o jornalista e escritor John Cornwell, o Papa Pio XII não fora apenas omisso, ele ajudou Hitler, que afirmou em uma reunião ministerial em meados de junho de 1933 que a garantia de não-intervenção de Pio XII deixava o regime livre para resolver a questão judaica. Sem falar dos porta-vozes de Pio XII, responsáveis por intermediar os acordos do Papa com os governos totalitários e nazistas de Hitler e Mussolini, por exemplo, deixando claro de qual lado a Igreja permaneceu. Enquanto cardeal, Eugenio Pacelli (Pio XII) e Hitler, foram os protagonistas de concordata de 1933, pela qual o Estado alemão e o Vaticano se reconhecem mutuamente.
       Já o Ernst Von Weizsacker, foi o responsável por encorajar Pacelli a manter a imparcialidade da Santa Sé durante a guerra, comunicou ao Papa que seu governo (Hitler) respeitaria a integridade do Vaticano e suas propriedades em Roma, em troca, o Vaticano ficaria calado sobre as perseguições nazistas. Mas ameaçou instituições católicas suspeitas de abrigar judeus e socialistas. Precisa dizer se o Papa aceitou o acordo?!
      Agora vem a pergunta: Por que o Papa Pio XII nunca excomungou Hitler e outros chefes nazistas que eram católicos batizados? Se, de acordo com o Arcebispo de Olinda e Recife, MATAR é o pior dos pecados, por que esses ASSASSINOS DE CENTENEAS E MILHARES de adultos, jovens, crianças, idosos, pessoas INOCENTES, assim como os gêmeos que a pequena criança tinha em seu ventre, por que esses NUNCA foram excomungados pela Igreja Católica?!

Tecnologia do Blogger.

Design 2010 © / Jackson Souza

Direitos reservados : Jackson Infor / por Jackson Souza